Janela



Tenho tido muito pouco tempo para reparar no que existe ao meu redor em casa. Trabalho, faculdade, cursos e amigos têm consumido o meu tempo de uma forma impressionante nos últimos anos.
Hoje acordei no meio da madrugada, em mais uma noite mal dormida, e me dei conta de que haviam construído um muro na minha janela.
Meu quarto é um cubículo, de poucos metros quadrados, que só tem duas aberturas: a porta e a janela. A segunda desde que me lembro tinha uma grade o que muito me incomodava, mas era algo com que eu podia conviver. Agora um muro já é demais.
Insone não conseguia nem me mexer para olhar em volta. Meus olhos estavam fixos naquela janela totalmente tomada por um muro de tijolos horrível que me dava uma sensação de sufocamento, estava difícil de respirar.
Como numa madrugada você acorda e percebe que há um muro, de não sei quantos metros, que o impede de ver o céu?
Com a minha falta de movimentos por preguiça ou por querer imaginar coisas absurdas, fato que tem se tornado bastante recorrente nos últimos tempos, tentei imaginar como estava a minha porta naquele momento.
Por que eu não conseguia me virar para dar uma espiada?
Será que lá havia um muro também?
Se houvesse eu estaria em sérios apuros. Só aquela visão na minha janela já me sufocava. Se eu me virar e meus pensamentos estiverem realmente certos poderei ter um ataque de claustrofobia, mal que nunca tive, ou que pelo menos nunca se manifestou, e morrer.
Bom, pelo menos assim irei ver o que tem no topo daquela monstruosidade que se ergueu de repente frente aos meus olhos.
Isso se eu fosse para o céu e claro.
E se tiverem erguido essa barreira aos poucos?
Eu só uso minha casa para dormir e nas manhãs de sábado e domingo. Não me surpreenderia nada se essa vizinhança (excrotos!) tivessem resolvido se vingar desses 22 anos de musica alta que, eu de forma absurda, sempre achei que pudessem disfarçar a vinda de minhas namoradas aqui na ausência dos meus familiares.
Entre algum desses loucos deve ter um “metido a Jigsaw” que armou isso pra mim. Logo que eu me levantar acionarei um dispositivo que ligará minha TV reproduzindo um vídeo com instruções, sobre uma prova insana, que terei de realizar para salvar minha vida e consequentemente, minhas aventuras musicais e sexuais...
Por favor, será que esses velhos não tiveram adolescência?
E do que eu estou falando?
Sou pacato, até demais, perto de pessoas que conheço e “cagam” para tudo e, as vezes, para todos.
A minha maior virtude é a de não enganar ninguém. Jamais declarei que gosto sem ser absolutamente sincero. Isso deve valer de alguma coisa.
M...
Acho melhor eu tentar dormir. Assim quando eu levantar e a prova começar estarei bem disposto e com maiores chances de sobreviver e...

2 comentários:

thaiana | 18 de janeiro de 2009 10:09

ainda naum decidi nem para que nem para quem!!!
mais vlw por ter comentado!!
beijim

Naya... | 23 de janeiro de 2009 11:25

nossa q triste PH muito sentimentalista nesse texto
rsrsrs
tudo isso por causa de um muro...
ja te dsse e aforça q resolve tudo chega la com uma marreta e quebra essa merdade muro, rsrs!
o vou postar outro texto ve se vai la comentar ta
bju