Pensamentos sobre uma goteira












João chegou em casa e percebeu que estava sozinho.
Sentia-se cansado após mais um dia estafante de trabalho então depois de tomar banho colocou uma bermuda e um casaco e sentou-se na varanda.
Pois o prato de comida num banco e ficou observando a forte chuva que caia.
Uma goteira surgiu ao lado da lâmpada que iluminava o local.
No rádio o disco da banda favorita tocava.
Cada gota que caia trazia consigo um dos profundos e frequentes pensamentos de João.
Nunca gostou da chuva.

Ela o fazia pensar demais...

E se aquela teoria de que tudo no mundo esta diretamente relacionado fosse verdadeira. Teoricamente essa goteira em minha casa poderia estar causando, por exemplo, um terremoto devastador na China que esta dizimando, nesse exato momento, algumas centenas de pessoas.

Esta certo que lá é a China e o que não falta é gente, mas...

Malditas gotas. Provavelmente estão se divertindo com a vida alheia.

Mas, e se o perigo for algo mais próximo?

Isso. Talvez elas estejam querendo acabar comigo aqui mesmo. O que tem de casa por ai que começou o processo de ruína com algumas goteiras não esta no gibi.

A defesa civil que o diga...

É. Quem diria que umas simples gotinhas poderiam ser tão maléficas...

Toca a Campainha

-Oi
-Oi
-O que você esta fazendo aqui... Não vê o quanto chove?
-Vejo. O que você estava fazendo?
-Pensando um pouco eu acho...
-Parecia bem concentrado dali de onde eu estava.
-É?
-Como se a solidão tivesse lhe caído bem.
-Que profundo...

(risos)

-Quer companhia?
-Desculpa, mas não estou muito a fim de conversar.
-Ok...
-...
-Te vejo amanhã?
-Claro. Beijo.

0 comentários: