Zack Deat - Sonhos

video

"Leia ouvindo a música acima"

Zack Deat acordou e não viu e esposa do lado direito da cama.
Tinha perdido as contas de quantas vezes tinham brigado por aquele maldito pedaço de colchão no inicio do casamento... Levantou e foi beber um copo d’agua quando viu o recado na cabeceira: “Não esqueça de colocar as frutas na lancheira das crianças... Beijo. Te amo”.
Tinha se esquecido que a mulher ia passar o dia fora ajudando uma amiga com o casamento.

Odiava aquela amiga...

Chegou na cozinha e, enquanto enchia o copo com água gelada do filtro, atirou o papel que a esposa havia deixado no lixo acertando com êxito bem no meio da lixeira. Olhou para o relógio da cozinha: 3:00, sentou-se na sala, ligou a TV e deixou o corpo relaxar.

...

Depois de 20 minutos tentando não conseguiu pegar no sono. Decidiu colocar uma calça jeans Calvin Klein, uma camisa do Led Zeppelin e saiu para um famoso reduto da bohemia local em seu carro com só um pensamento na cabeça: “Que tal uma brincadeirinha de madrugada hoje Deat?”
Rapidamente conseguiu um lugar para estacionar no lugar abarrotado de gente. Aparentemente os freqüentadores, apesar de numerosos, não tinham uma condição financeira grande facilitando quem tinha um veículo de transporte próprio.
Comprou uma cerveja numa barraca sentou num ponto do local mais aberto e observou possíveis alvos da traquinagem.
Um mendigo tarado, dois violinista em busca de dinheiro, um jovem bêbado perdido, uma garota bebendo andando do outro lado da rua...

Sim ela!

Seguiu a menina e pensou em abordá-la quando ela encostou perto de um homem fumando e lhe deu um beijo de tirar o fôlego. Isso definitivamente tornava as coisas mais difíceis, porém já eram quase 4 horas e eles iam ter que ir embora mais cedo ou mais tarde... Ia ser a hora em que iam ter que pegar o ônibus...

A hora em que iam ter que pegar o ônibus...

Esperou e não demorou muito para que suas previsões se realizassem. Depois de 20 minutos eles saíram e esperaram o ônibus na extremidade de uma praça ali perto. Com um copo de Whisky na mão Zack Deat observava os dois se agarrando em plena praça. Aparentemente o clima estava quente e algo ia acontecer quando o ônibus chegou.
Deat correu e pegou o mesmo veiculo sentando perto do trocador enquanto o casal foi para o último banco.
A garota de saia sentou no colo do rapaz e começou a rebolar.
Sim, eles estavam transando dentro do Ônibus e Deat se excitou junto preparando a traquinagem para quando eles descessem, o que logo aconteceu.
O rapaz se despediu dela no ponto acendendo um cigarro e virando na esquina enquanto a garota contornou a rua e seguiu reto.

Era agora...

-Olá
-Oi
-Aonde você vai?
-Olha aqui: Me deixa passar se não eu grito...
-Pra quem? Para quem você irá gritar?
-Meu namorado esta vindo me encontrar...
-O mesmo que eu vi agora a pouco se matando com um cigarro e beijou uma outra garota naquela festa em que vocês estavam?
-Do que você esta falando?!
-De nada

Pôs-se a correr, como um jogador de futebol americano, pegando a garota e a levando para dentro de um terreno baldio onde a colocou no chão e a imobilizou.

-Pelo amor de Deus o que você quer!? Não me machuque!
-Relaxe como você fez no colo do seu namorado no ônibus.
-Ah meu Deus!
-Você acredita nele?!
-Em quem?!

Deat tirou um canivete do bolso e o cravou vagarosamente no ventre da menina enquanto observava a face de dor dela...

Pai pai pai!!!
Deat toma um susto e acorda...


-Esta na hora de ir pra escola!
-Nossa desculpe filho, eu peguei no sono aqui no sofá vendo TV
-A gente vai ao casamento da amiga da mamãe hoje ainda?
-Sim. Claro que sim. Já vou me arrumar.
-OK
-Não esqueça de colocar umas frutas na sua lancheira e na do seu irmão
-Te amo pai
-Eu também filho... Eu também...

0 comentários: