Degraus

E mais uma vez estava entregue nas mesmas escadas que no ano anterior o abrigaram em noites tão deprimentes quanto aquela.
Não era comum ver o lugar tão cheio, porém também não era ver ele muito vazio.
A espécie de azulejo parecia meio psicodélica naquela altura da madrugada e principalmente no nível de entorpecência que o atingia.
Os amigos mudaram um pouco desde a última vez que tinha aparecido ali, mas os estereótipos continuavam iguais: Rastafáris, mendigos, favelados e principalmente malucos. O último não tendo nenhuma característica destacável, pois eram diferentes em todos os sentidos, da aparência ao salário que recebiam, ou não, no final do mês.
O único motivo que unia aquelas pessoas naquela série de degraus era que procuravam uma solução rápida para a inquietação que os afligia, algo que os fizesse parar de pensar ou simplesmente mudar o foco e por isso cada um tinha uma história na ponta da língua pronta para ser contada.
Histórias que passavam por fatos como ser agredido por um familiar, um trabalho que não satisfaz, o preconceito da sociedade, ser esnobado pelo amor da vida ou o simples vício.
O homem que distribuía as distrações já tinha mudado algumas vezes e agora estava cada vez mais difícil e caro obter a solução instantânea.
Agradeceu por seu salário ter aumentado proporcionalmente ao valor da distração e comprou ainda alguns para os membros da escadaria fazendo logo amigos de história que lhe mostraram como usufruir das novidades recentes obtendo o máximo delas.
Lembrou-se do dia em que simplesmente saiu pelas ruas quebrando alguns retrovisores de carro e quase foi preso, de quando transou com a garota no ônibus por pura vontade de revanche e de todas as loucuras que tinha feito... Riu e lembrou de como aqueles tinham sido tempos difíceis.
Dificuldades sempre existem, mas algumas realmente parecem maiores que outras e geram conseqüências maiores do que se pode imaginar.
Sempre pense antes de dizer ou agir, nunca demais ou de menos, por que isso pode influenciar a vida inteira de outra pessoa... Como a de cada um que freqüenta aqueles degraus.
Agora o dia já esta chegando e tenho que trabalhar...

0 comentários: