Viva a economia...







Podemos lembrar daqui a alguns anos de 2009 como o ano em que o mundo não cresceu.
A tsunami da crise econômica fez com que o planeta estaciona-se. Os bancos tiveram que injetar milhões e milhões para tentar evitar uma nova crise de 29 e os lideres mundiais deram um recado claro na COP 15: A economia é mais importante que o futuro da humanidade para nós.
O verde do dinheiro num cofre se mostrou muito mais importante do que o verde da Amazônia na América do Sul.
Vendo os noticiários brasileiros me deparo com o caos no meu estado que tendo o nome de cidade maravilhosa é assolado por enchentes, que desabrigam pessoas, e por quedas de barrancos em paraísos ecológicos como Ilha Grande e Angra dos Reis.
É claro que sempre tivemos enchentes e desmoronamentos, claro que pessoas sempre morrem por acidentes naturais e é lógico que as encostas cariocas foram ocupadas de forma totalmente desordenada, mas talvez isso seja um aviso de que os acontecimentos naturais ficaram mais fortes e freqüentes com o agravamento do aquecimento global.
O mundo precisa se preparar para catástrofes.
Alguns diram que eu estou sendo alarmista e que é melhor eu arrumar algo pra fazer, mas estou descrevendo fatos aqui.
Será que o verde que eu vejo é o mesmo que você vê?
Barack Obama que era tido, até por mim, como um possível salvador do mundo disse, quando recebeu o Nobel, que não há paz sem guerra e compareceu a COP 15, faltando poucos dias para o seu termino, propondo uma redução pífia nas emissões de gases poluentes estadunidenses.
Em meio a tudo isso nosso presidente já vinha do protocolo de Kyoto com metas voluntárias cumpridas e dispôs-se a uma maior ainda para os próximos anos.
Digam o que for Lula luta por um mundo melhor e a classe media, na qual acredito que me incluo, o critica por que o seu governo faz o que nenhum fez anteriormente: ajuda os necessitados que passam fome, sede e precisam de estudo nesse país.
Mas esqueçamos isso...
Vamos continuar exaltando o luxo e a propriedade privada...
Afinal o trabalho dignifica o homem e o dinheiro adquirido com ele nos afirma como seres sociais e sociáveis.
O capitalismo venceu a razão ou melhor ele é a razão...

1 comentários:

Larissa | 7 de janeiro de 2010 16:50

Interessante... gostei!

favoritei ;)